FIQUE POR DENTRO

Precisamos refletir e mudar nossas atitudes nas ruas. Paz também no trânsito!

Data: 17/04/2014

SP entra em estado de atenção por causa de chuva forte

Legenda:

Fonte:

Dando continuidade às comemorações dos dois anos de aniversário do nosso blog, vamos falar sobre as estatísticas do trânsito no ano passado e sobre os nossos papéis nesse cenário.


De acordo com dados da Seguradora Líder-DPVAT, de janeiro a dezembro de 2013, as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT por acidentes de trânsito registraram um crescimento de 25%, se comparadas com as de 2012. Em 2013, a maior incidência de indenizações pagas foi para vítimas entre 18 e 34 anos (50,9%). Esse dado nos alerta para o grande número de jovens vidas que estamos perdendo para a violência no trânsito todos os anos. A maioria foi do sexo masculino. E seguindo a mesma tendência de anos anteriores, a motocicleta representou a maior parte das indenizações, com 71% dos pagamentos. O anoitecer foi o período de maior incidência de acidentes indenizados, seguido pela tarde.


Os números reforçam que ainda tem muita gente morrendo ou ficando inválida e famílias marcadas, para sempre, pela violência no trânsito. Precisamos realmente fazer alguma coisa.


Todos nós temos uma parcela de responsabilidade sobre a situação do trânsito hoje. Se somos pedestres, também podemos ser motoristas, motociclistas ou ciclistas. O nosso papel depende do momento. Quando estamos atravessando uma rua, queremos que o motorista respeite a faixa de pedestres ou respeite o sinal de trânsito. Mas quando estamos dirigindo o nosso veículo, nós temos esse respeito pela sinalização? E quando fazemos uma ultrapassagem perigosa, pensamos no risco para nós e para os outros?


O trânsito deve ser pensado de maneira integrada. São também as relações entre as pessoas que constroem o dia a dia das cidades. No final do dia, todos nós queremos a mesma coisa: paz e segurança. Mas também precisamos refletir sobre nossos papéis e  mudar nossas atitudes no trânsito, agindo com segurança e praticando gentileza e solidariedade.  Precisamos valorizar mais as nossas e outras vidas no trânsito. Por um futuro mais tranquilo para todos!


Fonte: Viver seguro no trânsito

VEJA O VÍDEO

MAIS NOTÍCIAS